Feira do cu? Em Vila Velha, tem!

Durante quase um ano, participei de um trabalho em Vila Velha, município vizinho à capital do Espírito Santo. Numa das vezes que lá fiquei, achei na Internet referência a certa “feira do cu” existente na cidade. “Mas que raio será isso?”, me perguntei. “Será que é ‘feira do céu’, ou sei lá, ‘feira do cool’ e o sujeito do site escreveu errado?”.

Minha função quando ia para lá era fazer levantamentos de campo e preparar material (mapas, powerpoints, textos etc.) para grupos de trabalho. Foi varando a madrugada preparando esse material e dando uma pesquisada  sobre Vila Velha que achei o tal site que dizia que a tal feira era I-M-P-E-R-D-Í-V-E-L! Não havia fotos, não havia explicação. Dando uma googlada, achei um ou outro sites que também falavam da feira, mas a imprecisão permanecia: não dava para sacar o que era, onde era e o que lá se comprava. Êita, cu misterioso!

Logo na minha primeira estadia na cidade, descolei um taxista que me fazia preço fixo para me pegar no hotel e rodar município adentro nos meus levantamentos – e também me levar para qualquer canto que eu quisesse em busca dos lugares mais frequentados pelos canelas-verdes (quem nasce em Vila Velha é canela-verde, tá? – esse blog também é cultura). Ele era educado e divertido, chamava-se Mauro. Um dia, não resisti à pergunta:

– Mauro, o que é a feira do cu?

Mauro ficou vermelho, sorriu e olhou para o teto, tentando disfarçar.

– Sério, Mauro! O que é? Eu achei o nome dessa feira num site…

– ‘Sêu’ Leonardo, me desculpe – ele me interrompeu, depois de sonora gargalhada –, mas que tipo de site o senhor anda frequentando?

– Sei lá, Mauro! Nem lembro mais. Achei em mais de um, aliás, e não se explicava direito… O que é? Vende o quê nessa feira?

O taxista me olhou, maroto, pelo retrovisor, visivelmente percebendo minha ingenuidade e achando muito divertido tirar uma onda com a minha cara:

– Não vende nada, ‘Sêu’ Leonardo. É tudo grátis! – E gargalhou de novo. E quase bateu o carro!

– Porra, Mauro! Me diz logo! Não vai me dizer que o produto da feira é realmente…

– É, ‘Sêu’ Leonardo, me desculpe, mas é isso mesmo: é o cu, o rabo, o fiofó! – me diz ele, num misto de galhofa e constrangimento.

E aí ele explicou o que os sites não diziam.
A ‘feira do cu’ era na verdade uma alcunha dada pelos canelas-verdes para um trecho da Praia do Coqueiral de Itaparica, junto à Rodovia do Sol, onde há uma área de restinga preservada. Apesar do grande movimento em todas as praias de Vila Velha – além dessa, ainda há a Praia de Itapoã e a muy famosa Praia da Costa – nesse trecho de Itaparica, digamos, mais selvagem, o acesso é mais difícil, por estrada de terra, e a faixa de areia é bem mais estreita. Como a vegetação bloqueia a visão de toda e qualquer coisa que aconteça na areia, a área virou ponto de “pegação” gay. Há mais explicações para o nome…

Mas não é só o público GLS que dá o título a esse trecho da praia. Nas proximidades, há uma boate, chamada Next, que atualmente só abre aos domingos e vive estampando os jornais com casos de violência e uso de drogas, mas que naquela época funcionava todo fim-de-semana e estava na moda. Segundo o Mauro, o lugar  era frequentado tanto por heterossexuais quanto gays, sendo comum que o vuco-vuco da pista de dança se estendesse para dentro de um carro estrategicamente estacionado no meio do matagal da feira do cu, digo… da Praia do Coqueiral de Itaparica.

Achei moderno.

Anúncios

Sobre Leo Name

Professor do Departamento de Geografia da PUC-Rio.

  1. jorge

    Vou passar as férias no ES em agosto,tá ai um dos pontos turísticos que não posso deixar de conhecer…

  2. gentil

    nossa la e maravilhoso auns anos atras nao tinha nada pra fazer no domingo e fui dar uma passeada pela praia e achei essa praia e fui caminhando e encontrei um negao inpe perto da praia com uns 20centimetros de rola de fora e dei aquela olhadinha e meu coraçao começou bater mas forte ,efui caminhando caminhando e ele me seguia . entrei num mato daqueles e ele entrou atras e depois ele me pegou la de jeito que eu sinto saldade ate hoje …..

  3. soldado

    agora mudou o nome…. RECANTO DOS ANEIS kkkkkkkkkk

  4. Saboia

    Moro em cariacica um dos municipio da grande Vitoria todo mundo sabe sobre essa feira , e a maior zueira chega pra alguem e diz te vi na feira ontem e gargalhada na certa kkkkkkkkkkkkkk

  5. lucas

    eu ja estive la nessa feira , nossa nano aconsselho ninguem voutar la , pq foi la que eu peguei gonorreia .
    nunca mais vouto neste tipo de lugar ..

  6. Sergio

    Eitaaaa…. Esse Brasil tem uns lugares, digamos, interessantes.

  7. Thereza P. Miranda

    Depois da dissertação do taxista, dá para entender. O que não quer dizer que eu ache confortável.

  8. Hal

    Eita cú misterioso !!! Rs … LOL !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: